segunda-feira, 21 de maio de 2012

Cidadania italiana, por onde começar?

Este post é direcionado para as pessoas que estão começando a ir atrás dos documentos para a cidadania italiana e não fazem a menor idéia do que fazer enquanto ainda estiverem no Brasil, e também para as pessoas que têm origem italiana mas não sabem se têm direito a cidadania. Colocarei um passo a passo que vai facilitar muito a vida de vocês.

Comecemos do princípio. Quem tem direito a cidadania italiana?

A cidadania italiana é fundamentada no princípio do “jus sanguinis”, ou seja, todo filho de cidadão italiano também tem direito a cidadania italiana, não importando o local de nascimento. Como uma corrente, sem limite de geração. 

A única restrição é no caso de mulheres italianas, que só transmitem a cidadania para filhos/filhas nascidos depois de 01/01/1948, quando as mulheres passaram a ter direitos civis na Itália. Se na sua linha de ascendência tiver uma mulher no meio, por exemplo a sua vó e ela deu à luz a seu pai em 1947, você não tem direito à cidadania, mas se o seu pai nasceu a partir de 01/01/1948, você tem direito à cidadania italiana.

Descobriu que tem direito à cidadania italiana? Parabéns! Agora atenção a todas as etapas que devem ser feitas ainda no Brasil:

1. Identificar o italiano da família (antenato) e providenciar os documentos necessários para comprovar que você descende dele. Que documentos são esses? As certidões de nascimento, casamento e óbito de todos os envolvidos.
  • Certidões emitidas no Brasil - casamento (se tiver casado no Brasil) e óbito do antenato italiano, nascimento, casamento e óbito de todos os outros ascendentes até você; 
  • Certidões emitidas na Itália - nascimento e/ou casamento do antenato.
Como conseguir estas certidões? Deverá iniciar uma busca, conversando com os familiares mais velhos e buscando as certidões em ordem inversa, ou seja, da sua certidão de nascimento até as certidões do seu antenato. Muitas vezes encontrar as certidões é a parte mais difícil do processo, principalmente as certidões italianas. O site Imigrantes Italianos tem algumas dicas de como buscar as certidões na Itália: um roteiro para essa busca e  alguns modelos de cartas a serem enviadas para a Itália.  
Atenção aos erros encontrados nas certidões, os Comuni aqui na Itália não aceitam erros de datas e quanto aos erros de nome ou sobrenome, não se tem muita certeza, o recomendado é que se corrija, pois eles podem encrencar. Nós corrigimos o nosso sobrenome e o processo judicial levou 6 meses.
 
2.  Certidão Negativa de Naturalização (CNN): é um documento que atesta que o seu antenato não naturalizou-se brasileiro. Esta certidão é emitida via internet, no site do Ministério da Justiça, link e-Certidões. Caso o antenato tenha se naturalizado brasileiro existem duas situações: se foi ANTES do nascimento do filho que te passa a cidadania, você não tem mais direito, mas se a naturalização ocorreu depois o direito continua garantido.

3. Traduzir em tradutor juramentado todos os documentos emitidos no Brasil. Antes disso verifique junto ao Consulado Italiano (CI) da sua circunscrição quais as exigências para esta tradução. Alguns exigem que as assinaturas dos tabeliões que assinaram as certidões sejam reconhecidas em cartório da capital, outros exigem que as certidões sejam legalizadas pelo escritório das relações exteriores da circunscrição (ERESP, ERERJ etc) antes da tradução. Verifique a sua situação para não fazer errado.

4. Legalizar os documentos emitidos no Brasil e as suas respectivas traduções no CI da sua circunscrição. Esta legalização corresponde a um carimbo do CI atestando que as certidões e traduções são verdadeiras. Isso é necessário pois o Brasil não assinou a convenção de Haia, que reconhece os documentos emitidos nos países que a assinaram. Cada CI tem seu procedimento de agendamento e requisitos para comprovar residência, portanto fique atento. Em São Paulo estão liberando os agendamentos mensalmente para o mês subsequente, e as legalizações ficam prontas na hora.

Passo a passo feito, documentos prontos e você está pronto para vir à Itália realizar seu processo de reconhecimento da cidadania italiana.

Uma observação: Existe grande dúvida quanto ao tipo de certidão necessária para o processo aqui na Itália, inteiro-teor ou simples. Isso vai depender do Comune onde você vai fazer o processo. Aqui onde estamos aceita certidão simples, mas fizemos uma pesquisa junto a alguns Comuni antes de escolher o nosso.

Buona fortuna!

02/06/2016 - ***ATUALIZAÇÃO IMPORTANTE***
Por favor, não publiquem mais comentários neste post!! Por algum motivo que eu não sei qual é eu não consigo mais responder aos comentários publicados nesta pagina, em todos os outros posts funciona, menos aqui. Escrevam os comentários em outras postagens.

Obrigada e desculpem pelo inconveniente.



236 comentários:

  1. Querida prima, muito obrigado pelas excelentes informações. Como está essa cadeia de herança que você usou, do meu bisavô Panfilo? Temos em comum: ele, meu avô (teu bisavô) Falstaff Américo Umberto Sabbatini, teu avô, Hélio Sabbatini, e teu pai, Ricardo Sabbatini? Até o vô Falstaff, temos em comum. Minha tronco envolve ainda meu pai, João Baptista Sabbatini, irmão do teu avô Hélio, todos brasileiros. Meu pai já morreu, assim como, claro, Panfilo e Falstaff. Eu não queria mudar meu nome para pegar a cidadania, e assim poderia tentar via minha avó materna, italiana, da familia Endrizzi. Ela não se naturalizou e nasceu em 1896. Minha mãe era brasileira e nasceu em 1922 no Brasil. Quais são minhas chances?

    ResponderExcluir
  2. Olá Renato, tudo bem? Sim, eu usei a linha do Panfilo. No caso da sua avó materna nós temos um problema, sua mãe nasceu em 1922, portanto sua avó não passa a cidadania para ela por conta da lei de 1948 que eu citei no post. Acho que a solução para você não mudar o nome seria fazer a cidadania via Consulado de São Paulo, que está com uma fila de décadas.

    Porém, existem pessoas que ficaram sem o direito a cidadania devido a essa lei da linhagem por via materna que dá direito somente a filhos nascido a partir de 01/01/1948, que estão entrando com ações no TAR de Lázio em Roma e que estão ganhando! Tem um advogado Luigi Paiano (www.luigipaiano.com) que faz este processo, o pessoal do grupo de e-mail que eu participo diz que ele é sério e muito bom, mas eu pessoalmente não conheço!

    Olha Renato, o nome do meu pai e do meu vô também mudaram por causa do processo, mas eles não fizeram nenhum documento. Penso que com a certidão de inteiro-teor você consiga mudar apenas o passaporte, que é o documento que você irá utilizar para comprovar identidade aqui.

    Dê uma estudada nas possibilidades, mas não desista não!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Ahahahah, vou começar a chamá-los de tio Hélio Sabatino e primo Ricardo Sabatino! Obrigado pelas informações. Vou pensar direitinho, eu nunca achei necessário pegar minha cidadania, pois já estou aposentado, tranquilo, e não vejo muita vantagem. Isso é para gente mais nova, como meus filhos, e toda a primaiada Sabbatini e seus futuros filhos e netos. Meus filhos já têm a cidadania, que consguiram faz tempo via Brasil, mesmo, através da mãe deles, que era neta de italianos (Felizatti). Voltei a pensar, sinceramente, por ver seu exemplo!! Parabéns pela garra e persistência! Acontece que eu pretendo ficar uns 3 a 4 meses na Europa o ano que vem, e talvez essa fosse uma boa oportunidade de ficar morando uns tempos em Ischia de Pergine, na casa dos meus bisavós Endrizzi...

    ResponderExcluir
  4. Alice Sabatino, estou a procura de referências do Adv. Luigi Paiano. Como vc disse que está em um grupo de e-mail e tem boas referências dele lá, peço-te: tem como vc enviar alguns contatos para meu e-mail, assim entro em contato diretamente com estas pessoas para ver a referência. email: fabiano_eletrica@yahoo.com.br
    Quero entrar na justiça, para solicitar o reconhecimento por via materna, o que é um pouco caro. Então, antes de acertar com o advogado, gostaria de ter referências.
    obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabiano, vou entrar em contato com as pessoas do grupo de e-mail para saber se me autorizam passar o contato delas ok?

      Abç.

      Excluir
  5. Ola,
    Tudo bem?
    Meu bisavo era italiano (ja falecido),minha avo nascida no brasil(ja falecida),meu pai nascido no brasil em 1948 e eu nascida aki tb.
    Posso ter a cidadania?
    Muito obrigada,
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, tem direito sim, como o seu pai nasceu em 1948 ele tem direito a receber a cidadania da sua avó, pois era o pai dela o italiano.

      Abraços

      Excluir
  6. Alice,
    Tenho vontade de solicitar cidadania italiana também.
    No entanto, minha avó, que nasceu em 1927, é neta de imigrantes da Itália não naturalizados no Brasil.
    Será que ainda é possível, mesmo depois de tanto tempo, conseguir reclamar o direito?
    Aguardo um e-mail.
    diogoam93-rs@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diogo, e-mail respondido!

      Abraços

      Excluir
    2. Olá, meu caso é um pouco parecido, só que eu ainda não tenho certeza de todas as informações sobre os meus antepassados. Da pesquisa que tenho feito, até agora me parece que a minha bisavó paterna era neta de imigrantes italianos não naturalizados. Será que eu ou meu pai teríamos algum direito? Meu avô nasceu em 1923, já minha bisavó, ainda não descobri quando nasceu.

      Excluir
    3. Olá Flávia, pelo que eu entendi seria seu tataravô a passar a cidadania pra vc certo? Mas o problema é que sua bisavó teve seu avô em 1923 e nessa época as mulheres não tinham direitos civis e não passavam a cidadania italiana para seus filhos. No seu caso vc não conseguiria o reconhecimento da cidadania por meios burocráticos, teria que entrar com um processo judicial aqui na Itália para reconhecer a cidadania por via materna.

      Att.

      Alice

      Excluir
    4. CIDADANIA ITALIANA S&M associados. Tiramos dúvidas sobre cidadania, como funciona o processo, esclarecimentos sobre linha materna, arvore genealogica.
      Via whatsap(15) 99854_6112
      Facebook: Cidadania Italiana s&m associados.

      Excluir
    5. Alice gostaria de indicações de advogados para processo judicial de reconhecimento por via materna
      Meu email izabelcristinagonzaga@hotmail.com

      Excluir
  7. ola. gostaria de saber como poso fazer a cidadania italiana do meu pai eu ja tenho a minha, tirei na italia, mas agora moro na espanha ,tenho o aire aqui tambem, ele esta de ferias aqui e gostaria de saber se alguem sabe se tem como fazer desde aqui e quais seriam os processos. obrigado desde ja. willian

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc precisa verificar no consulado italiano ai onde vc está, acredito que tenha que reunir os documentos para o seu pai, assim como reuniu para vc. Se vc fizesse o dele no mesmo comune em que fez o seu na Itália, provavelmente poderia utilizar os mesmos documentos, mas ai teria que confirmar com o proprio Comune!

      Abraços

      Excluir
  8. Por favor, gostaria que alguém que fez o procedimento da cidadania direto na Itália me confirmasse mais ou menos em quanto tempo conseguiu fazer.

    Os sites das pessoas que "ajudam" nesse procedimento dizem ser de até 3 meses. Porém, hoje mesmo uma pessoa que fez lá me disse que o processo dela durou UM ANO e alguns dias.

    Alguém tem um informação confiável?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alan, o tempo do processo na Itália depende de vários fatores, por isso que se basear no tempo que eu levei em Lucca e ir fazer em Milão é uma coisa que não funciona. Mas enfim, posso te falar a experiência de 4 pessoas em Lucca, sem consultor:
      1. Eu e meu marido: levou 5 meses (1 mês de férias da funcionária em agosto e o primeiro mês ela não fez nada pq estava sem tempo, foi quando eu mandei os docs scanneados pra ela)
      2. Uma amiga: chegou em janeiro, durou 5-6 meses, o vigile levou 40 dias e ela teve problemas com o consulado de sp e precisou arrumar mais um documento.
      3. Um outro brasileiro, levou acho que 4 meses, mas ele foi embora assim que o vigile passou e voltou só pra pegar as coisas.
      Tem uma brasileira aqui, que disse que agora precisa agendar no comune pra fazer a residência, isso atrasou já em 20 dias, mas ela ainda está esperando o vigile, desde o dia 24/10.

      Com consultor talvez demore menos, pq se trabalham em cidade pequena já são conhecidos dos oficiais e às vezes o vigile passa antes, mas nem tudo depende deles, então desconfie se um consultor te garantir 3 meses.

      Abraços

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  9. Bom dia gostaria de saber se uma avo materna Brasileira, com cidadania Italiana, ou uma tia de primeiro grau, pode dar o direito de cidadania aos netos(No caso da Avo), ou no (Caso da Tia) aos sobrinho para que eles possam ter cidadania Italiana?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luciano, no caso da avó, se o filho/filha dela que te passaria a cidadania nasceu depois de 1948, sim, se nasceu antes, não. Mas acredito ser necessário mostrar a documentação do italiano que imigrou pro Brasil e que passou a cidadania pra ela em todo caso. No caso da tia passar para os sobrinhos, a resposta é não.

      Abraços

      Excluir
  10. Oi Alice!
    Eu tenho todos os dados necessarios para a retirada da certidao de nascimento e casamento do meu bisavo. Mas nao sei como faco para buscar esses documentos na comune. Devo enviar a carta e, depois da resposta deles, vou buscar? Tenho receio de ir ate la e nao ter nada pronto.
    Muito obrigada pela ajuda que oferece aos leitores.
    Um abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo, vc mora na Itália??
      Se sim, ligue pro Comune, passe os dados e peça pra te enviarem via carta se o Comune for longe ou pergunte quando fica pronto e vá buscar. Mas se vc não mora na Itália, mande uma carta ou e-mail, ou os dois (ou ligue se vc falar italiano) e peça para enviarem pro seu endereço no Brasil quando estiver pronto.

      Abraços

      Excluir
    2. Alice, me desculpe, esqueci de assinar ao final da minha mensagem. Meu nome eh Juliana e moro em Londres. Obrigada pela resposta. Eu vou enviar a carta, email e ligar (estudei italiano por um tempo). Mas ouvi dizer que devo mandar uma copia do meu documento de identidade para retirar essa certidao, para que tenha efeito na minha cidadania. Isso eh verdade?
      Um abraco,
      Juliana

      Excluir
    3. Olá Juliana.
      Então, acho que depende do comune, eu não mandei nada e eles me enviaram a certidão mesmo assim, já que vc fala italiano é melhor ligar pra eles e perguntar o procedimento deles para ter mais certeza.

      Abraços.

      Alice

      Excluir
  11. Olá, queria saber se posso tirar a minha cidadania sendo que o pai da minha vó era italiano, nascido no final de 1800 quase 1900 e a minha vó é de 1942, nascida no Brasil.
    Tenho um documento que ele tirou aqui mostrando a nacionalidade, pais e cidade de onde ele veio.
    É possível?
    Será que poderia responder pelo meu email gabriela_manson@hotmail.com

    Obrigada!!

    Gabriela

    ResponderExcluir
  12. Oi Alice!
    com relacao as certidoes do Brasil, voce tirou todas em inteiro teor? Eu peguei todas que precisava, mas elas sao simples (vou ser sincera...nem sabia das de inteiro teor). Sera que precisarei retirar todas novamente para inteiro teor?
    Obrigada!
    Juliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana, as minhas certidões eram simples, somente a minha de nascimento era em inteiro teor porque os meus pais não eram casados. Porém ouvi dizer que atualmente os comuni só aceitam em inteiro-teor. Pra vc ficar mais segura entre em contato com o comuni onde quer fazer e pergunte, eu fiz isso, perguntei em vários comuni se aceitavam certidão simples e Lucca foi o único que na época não respondeu que não, e nem que sim, somente me mandou as instruções via e-mail e eu vi que não tinha nada sobre o tipo de certidão, por isso arrisquei. Mas é bom checar antes.

      Abraços

      Excluir
  13. Olá Alice!
    Quero tirar minha cidadania italiana, meus avós paternos são italianos (meu avô já é falecido), nasceram e se casaram na Itália, anos depois vieram para o Brasil, minha avó não é naturalizada brasileira, e meu pai não tirou a cidadania dele e agora eu quero tirar a minha. Como devo proceder e quanto tempo leva em média?
    Aguardo resposta priscila_mazer@hotmail.com

    ResponderExcluir
  14. Alice... Não sei para quem perguntar. Já pesquisei mas não consigo a resposta para o meu caso exato.

    Objetivamente
    Trisavô (homem) Italiano
    Bisavó (mulher) Italiana - casou-se com brasileiro e minha avó teve filha mulher 1917
    Mãe Brasileira (1949)

    É possível tirar a cidadania - A partir do meu Trisavô ? Minha avó já faleceu - revertendo a cidadania dela (não sei se pode) minha mãe fazendo a dela - e depois eu a minha ?

    Sei que pela minha bisavó eu não poderia. Exista alguma maneira?

    meu e-mail: marx2001@ig.com.br

    Obrigado

    ResponderExcluir
  15. Olá Marco, como a sua bisavó (italiana) teve uma filha em 1917 (sua avó), infelizmente ela não passa a cidadania pra frente, não porque teve uma mulher, ela não passa a cidadania pra nenhum filho nascido antes de 1948. Não tem como fazer pelo seu trisavô sem considerar a sua bisavó, a análise é em toda a árvore genealógica a partir do italiano. Pela via burocrática vc não consegue, mas têm advogados especializados em fazer a cidadania pela via materna por via judicial e os casos são favoráveis.

    Boa sorte, abraços

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Olá Alice !
    Por favor, para o reconhecimento na Italia é preciso alterar meu sobrenome ? Meu Bisavô é Falzoni, e meu avô, pai e eu somos Falsoni. É muito burocrático essa troca ? Preciso mudar todos meus documentos pessoais, registros de imóveis, etc ?
    No Brasil a fila de espera ainda continua grande ?
    Já tenho todos os documentos em mãos, gostaria de programar o próximo passo.
    Obrigado pela ajuda !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago, como eu não sou consultora não saberei te dizer se realmente existe necessidade de mudar o seu sobrenome. Conhece o minhasaga.org? O dono do site é consultor e faz análises de documentos grátis, ele saberá te dizer se precisa mudar o sobrenome ou não. Com relação ao processo de mudança de nome eu posso te falar porque eu tive que fazer. Burocrático é, porque é uma mudança judicial, tem que abrir um processo com um advogado. O tempo depende da cidade onde vc vai fazer o processo, eu morava em Campinas, mas tinha como comprovar endereço em Valinhos e fiz lá, demorou 6 meses em 2011, em Campinas demoraria mais, mas não sei quanto, talvez o seu advogado saiba melhor sobre prazos.
      A correção do nome será feita nas certidões de todas as pessoas da linhagem familiar (no meu caso foi o óbito do italiano, nasc cas e morte do bisavô, nasc e cas do avô e nasc do pai) e teoricamente todos os vivos deveriam mudar os documentos. Mas eu mudei somente o RG, o CPF e o passaporte por enquanto, depois do processo mantenha com vc uma certidão em inteiro teor sua e quando for renovar algum documento (carteira de motorista por exemplo) vc leva a certidão em inteiro teor e muda. Eu não mandei fazer outro diploma na faculdade e quando fui estudar aqui na Itália mandei uma cópia da minha certidão em inteiro teor e foi suficiente. Não sei em qual estado vc está, mas eu sei que em SP pelo menos a fila é enorme.

      Boa sorte!!
      Abraços

      Excluir
  18. Olá Alice! Parabéns pelo Blog!
    Vc escreveu que fez retificação de sobrenome em Valinhos, cidade onde moro atualmente. Poderia me passar quem fez este serviço aqui para vc?
    Um outro ponto, por gentileza, vc saberia me dizer quais são os Comunes sobre os quais vc teve alguma informação positiva?
    Muito Obrigada.
    Abraço
    Sandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandra, obrigada. Eu fiz com essa empresa: http://www.dsgadvogados.com.br/profissionais.php o advogado que trabalhou no meu caso se chama Lucínio Mesquita.

      Entrei em contato com alguns comuni da Toscana, não me lembro os nomes agora mas não mandei minha documentação pra nenhum deles, mas todos sabiam me informar sobre o processo. Eu fiz em Lucca.

      Abraços

      Excluir
    2. Olá Alice. finalmente, consegui encontrar sua resposta. Tive algumas dificuldades, de ordens variadas. Muito Obrigada pelas respostas. Espero que os movimentos aí na Itália estejam sendo muito favoráveis a vc.
      Grande Abraço.
      Sandra

      Excluir
  19. Alice, poderia me ajudar?

    O unico documento que esta faltando para mim é a certidão de nascimento ou de batismo de meu bisavô que veio da Italia... Ele nasceu em 1904 em Padova.

    Como faço para conseguir esse documento?


    Vc poderia me indicar algum contato na Italia que poderia me auxiliar com isso?




    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo. Eu tenho conseguidi algumas certidões para algumas pessoas que me pedem. Eu não faço pesquisa genealógica, então vc precisa saber o comune correto de nascimento. Me mande um e-mail para mais detalhes: alice.sabatino86@gmail.com

      Abraços

      Excluir
  20. Você poderia me ajudar? Nessa situação eu teria direito a cidadania?

    Trisavô italiano (homem), bisavô (homem), avó (mulher), Mãe nascida APÓS 1948

    Obrigado!!

    ResponderExcluir
  21. Olá, boa noite alice, eu teria direito?
    o vô da minha vó era italiano, minha vó é por parte paterna, mais nem meu pai nem minha vó, nem o pai da minha avó não tem cidadania, mais minha vó e meu pai nascidos após 1948. Obrigado Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  22. como faço para encontrar certidao de nascimento do meu bisavo na italia so tenho a informaçao que ele é natural de bergamo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dalany,

      Bergamo província ou bergamo comune? Vc já pegou todas as certidões dos antepassados de trás pra frente (de vc até o antenato) pra ver se consegue mais alguma informação?

      Abraços

      Excluir
  23. Ola os documentos tem que ser os originais ou podem ser copias?

    ResponderExcluir
  24. Eu estou confusa. Eu sou brasileira, meu marido e ingles, minha mae e brasileira e meu pai e argentino. Os meus bisavos por parte de pai nasceram na Italia e se mudaram para a Argentina. No momento eu sou residente na Irlanda. Minhas duvidas sao:
    Quanto aos documentos argentinos, (i)tenho que legalizar na Argentina (eles assinaram o acordo de Haya)?; (ii)tenho que traduzir com tradutor juramentado da Argentina ou posso traduzi-los em outro lugar?; posso levar os documentos ao Consulado italiano na Irlanda ou tenho que levar no Brasil e na Argentina?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônima,

      Dá uma olhada nesse link e veja se te ajuda: http://www.querominhacidadania.org/2014/09/certidoes-argentinas-no-meu-processo-e.html

      Abraços

      Excluir
  25. Boa tarde, Alice.
    Tomei a liberdade de te enviar um email com algumas duvidas.
    Obrigado

    ResponderExcluir
  26. Boa tarde,caríssima Alice.
    Gostaria de saber se vc indicaria uma pessoa que presta assessoria para obtenção de cidadania Italiana.
    Ocorre que meu avô, nascido em Spezano Albaneze/Italia veio para o Brasil em 1909 e penso em conseguir a cidadania italiana.
    Aguardo seu retorno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Francisco,

      Não indico ninguém porque não conheço os consultores, mas se quiser indicação entre no grupo do facebook "Cidadania Italiana Área Livre", ele trocam experiências sobre o processo e discutem consultores.

      Att,

      Alice

      Excluir
  27. Boa tarde, vou para Europa passar alguns meses e querendo buscar minha cidadania, porém estou com dúvidas, pois meus país não são casados e meu avô por parte de par que é italiano. Meu pai me reconheceu depois dos 16 anos , minha certidão tem o nome dele! Isso me dará trabalho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago, se seu pai te reconheceu oficialmente com certeza isso estará escrito na sua certidão em inteiro teor, então não tem porque dar problema. Confere a certidão, tem que ser em inteiro teor.

      Abraços

      Excluir
  28. Olá!
    Estou morando em Lisboa e estou pensando em tirar a cidadania italiana antes de voltar. Já tenho alguns documentos comigo. Gostaria, por favor, de saber quanto +/- se gasta com isso e qual o primeiro passo ao chegar na Itália. É preciso algum visto para estar lá durante o processo? É necessário advogado?
    Muito obrigada pela atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Giovana,

      Para responder a suas perguntas vou colocar alguns links de posts do blog:

      O nosso gasto fazendo sozinhos: http://www.querominhacidadania.org/2012/10/balanco-financeiro-final-vale-pena.html

      Primeiros passos na Itália: http://www.querominhacidadania.org/2012/07/organizando-os-preparativos-check-list.html

      Para mais informações dê uma olhada nos post de 2012 deste blog.

      Não precisa de visto se não passar 90 dias, mas vc tendo visto pra Portugal não sei como seria, depende do tipo de visto que vc tem, acho melhor se informar no Consulado Italiano.

      Não precisa de advogado, algumas pessoas fazem com consultor outras fazem sozinhas, depende da sua situação financeira e do seu tempo.


      Abraços

      Excluir
  29. Bom dia Alice, excelente post. O que é o Vigile?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caio, o vigile é a polícia municipal, eles que fazem as visitas nas casas pra confirmar a residência, entre outras coisas.

      Abraços

      Excluir
    2. Entendi Alice obrigado. Eu consigo alugar um imóvel para residir na Itália somente com meu passaporte? Ou eu preciso dar entrada no pedido de cidadania para somente após conseguir alugar?

      Muitíssimo obrigado novamente.

      Excluir
    3. Olá Caio, vc precisa fazer o codice fiscale pra conseguir alugar um imóvel, somente depois de conseguir um imóvel e fazer a residência no comune que vc dá entrada no processo.

      Excluir
  30. Oi Alice, meu primo conseguiu a cidadania italiana em uma comune. Agora eu estou com os seguintes documentos já legalizados pelo consulado de SP:- Cert. Nascimento minha mãe, do meu pai, casamento deles e meu nascimento. Agora irei p Itália, pois pretendo usar a pasta q meu primo já tirou em uma comune sua CI. Tenho as seguintes duvidas:-
    1.- Posso usar a pasta de meu primo q já tirou a CI ?
    2.- Preciso solicitar uma cópia da pasta ou é melhor eu ir na mesma comune q meu primo conseguiu a CI.
    3.- Durante a visita do vigile é obrigatório ter em mãos um contrato de aluguel em meu nome ou pode ficar em hotel ?
    4. Em qtos dias o vigile passará no local q estou ?
    5.- Eu farei um curso de italiano em uma outra cidade por 3 meses. Vc acha q conseguirei obter a CI nesse tempo ?
    6.- Depois q eu der entrada no pedido, posso ficar mais q 3 meses na Europa ?
    Muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo:
      1.- Você tem que entrar em contato diretamento com o comune no qual seu primo fez a dele e perguntar.
      2.- Se o comune aceitar que vc utilize a mesma pasta inclusive em outro comune é necessário solicitar uma cópia dos docs, ou inclusive os originais, isso depende do comune no qual vc vai fazer o seu processo, tem comune que aceita as cópias, tem comune que quer tudo original, o melhor é fazer no mesmo comune do seu primo.
      3.- Não pode ficar em hotel, tem que ter um contrato de aluguel que permite residência ou uma dichiarazione di ospitalità se vc conhecer alguém pra te hospedar. Importante, o proprietário do imóvel precisa saber que vc vai fazer residência.
      4. Depende, por lei eles têm 45 dias pra confirmar sua residência, se o vigile não passar nesse período a residência será automaticamente confirmada, mas pode levar de 1 a 45 dias, varia e não tem como saber.
      5.- Impossível saber.
      6.- Pode ficar mais de 3 meses na Itália porque faz o permesso di soggiorno in attesa di cittadinanza, mas que eu saiba com esse permesso vc não pode sair da Itália e ir pra outro país da Europa, ele só vale na Itália.

      Abraços

      Excluir
  31. Meu bisavós vieram da Itália e tiveram minha vó é minha vó teve meu pai minhas chances de conseguir quais são? ??? E mesmo meu bisavô sendo homem a lei para as mulheres pode entrar em vigor no meu caso? ??? Se não oque devo fazer caso a certidão do meu bisavós estejam na Itália ou até queimados por causa da guerra? ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Braian, no seu caso precisamos saber em que ano nasceu seu pai, se foi antes de 01/01/1948 vc não tem direito, se foi depois tem. Se a certidão queimou vc não consegue fazer nada. Mas primeiro vc precisa saber em que cidade seu bisavô nasceu e saber pelo menos o ano de nascimento dele, seu souber a data exata e/ou o nome dos pais é melhor. Boa sorte nas buscas.

      Abraços

      Excluir
    2. O que vale não é apenas o ascendente italiano? No meu entendimento, sendo um homem seu ascendente italiano, você tem direito imprescritivelmente.

      Excluir
    3. Não Caio, não é só o ascendente italiano que vale, antes de 01/01/1948 as mulheres não tinham direitos civis na Itália e assumiam a cidadania do marido quando se casavam, ou seja uma mulher filha de um italiano que se casava com um brasileiro virava cidadã brasileira automaticamente e então os filhos eram todos brasileiros. A partir de janeiro de 1948 isso mudou e as mulheres não assumiam mais a cidadania do marido e então passavam a cidadania italiana para os filhos que nasceram depois dessa data. Inclusive as mulheres já casadas voltaram a ser consideradas italianas a partir desta data. Se for o caso de se enquadrar nessa regra é possível fazer o processo somente por via judicial na Itália e já existem processos com resultado favorável, mas como disse é um processo judicial e custa mais caro e leva mais tempo.

      Excluir
    4. Entendi Alice... muito bem explicado!

      Excluir
    5. Entendi Alice... muito bem explicado!

      Excluir
  32. Olá Alice tudo bem?

    Eu tenho uma perguntinha.

    Eu estou juntando as certidões para ir à Italia reclamar minha cidadania italiana. Eu moro na Região Metropolitana de Curitiba e portanto quero legalizar os documentos aqui mesmo.

    A pergunta é: a certidão de inteiro teor que tenho do meu avô que foi tirada e assinada em 2009 tem validade para este ano (2015) ou tenho que tirar uma nova, mais fresquinha digamos assim?

    Você sabe se o consulado cobra que os documentos precisem ser assim tão atuais?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caio, às certidões devem ser todas recentes, vc precisa pedir uma nova. E após a legalização terão validade de mais 6 meses.

      Excluir
  33. Alice, tudo bom? Meus avós são italianos, nascidos na Itália e minha mãe tem a cidadania. Ela não assinou a minha certidão de nascimento, que assinou foi o meu pai e eles nunca se casaram no papel. Neste caso, se minha mãe reconhecer que é minha mãe no Consulado aqui no Brasil eu posso obter a minha cidadania?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andréa, nossa essa eu nunca vi viu, já vi ao contrário, o pai ter que reconhecer. Tipo, mãe é mãe né, vc saiu de dentro dela, não sei se tem necessidade de ela te reconhecer. Tem o nome dela na certidão? Normalmente o problema é quando a mãe vai no cartório declarar o nascimento da/o filha/o e o pai não e eles não são casados, mas no caso contrário de qualquer forma tem o certificado de nascimento do hospital atestando que vc nasceu de fulana, só assim ele poderia registrar a mãe. Eu realmente acho que não precisa fazer nada disso pra vc ter o direito, mas é melhor confirmar com alguém mais conhecedor do assunto. Entra no grupo do facebook "Cidadania Italiana Área Livre", lá talvez tenha alguém que possa te ajudar com mais certeza.

      Boa sorte

      Excluir
  34. Olá Alice , tenho uma dúvida .
    Minha Bisavó é italiana (falecida), minha avó nascida no Brasil (falecida), e minha mãe nascida no Brasil após 1948. Tenho direito a cidadania italiana ?
    Obrigada!
    Andrieli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andrieli, como é sua bisavó que passa a cidadania, se sua avó nasceu antes de 1948 então vc não tem direito
      direito. Teria que entrar com o pedido pela via judicial.
      Abraços

      Excluir
  35. Olá Alice, tenho um Trisavô italiano segundo o que a minha familia me contou, eu tenho direito a pedir cidadania ? se sim, onde eu posso ir para ter certeza dessa descendencia ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Williams. Teoricamente sim, mas primeiro vc precisa ver todas as pessoas até vc. Se são todos homens na linha de descendência então com certeza vc tem direito, se tiver uma mulher no.meio, vc só terá direito se o filho ou filha dela que estão na sua linha de descendência nasceu depois de 1948.
      Nesse post mesmo da umas dicas de como começar as buscas. Inicie pegando todas as certidões em inteiro teor partindo de vc até se trisavô. Certidões de pessoas mãos velhas podem fornecer muita informação sobre seu trisavô. Dê una lida nesse post que tem mais informações.

      Boa sorte.

      Excluir
  36. Olá Alice meu nome é camilly e queria saber se tenho direito a cidadania ?

    Trisavô italiano (homem), bisavô (homem), avô (homem), Mãe nascida APÓS 1948

    Obrigado

    ResponderExcluir
  37. Olá, duvida, meu nome é Denise, linhagem pelo trisavô, na minha busca das certidões descobri que meu avô nasceu em 1926 (certidão declarada por um terceiro a pedido do meu bisavô), mas a certidão de casamento do meu bisavô é de 1946 ou seja meu biso casou quando meu avô já tinha 20 anos, ainda assim tenho direito a cidadania?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Denise,

      Complicada sua situação pq se seu bisavô não era casado com sua bisavó e não foi o declarante na certidão de Nascimento do seu avô o consulado e o comum o podem fazer história. Infelizmente não sei como te ajudar, procure um grupo no Facebook chamado Cidadania Italiana Área Livre, com certeza alguém vai conseguir te ajudar alí. Boa sorte.
      Alice

      Excluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. Boa noite, me chamo Luís, veja se pode me ajudar:
    O único documento que precisarei na Itália é a certidão de nascimento de meu bisavô. Casamento e óbito tudo aqui na minha cidade mesmo. Não consigo ir para a Itália requerer minha cidadania, faria aqui pelo Brasil mesmo, acha viável? Outra dúvida: Se eu conseguir a cidadania, minha esposa e filho de 11 anos, teriam direito também?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luís,

      Viável é, só não sei quanto tempo vai levar, em SP por exemplo a fila é de 10 anos. Se seu filho ainda for menor de idade quando o seu processo for concluído ele automaticamente passa a ser cidadão italiano, mas como vc pretende fazer no Brasil, melhor incluir ele no processo nunca se sabe quanto tempo vai levar.... Com o processo concluído acho que pode pedir pra sua esposa a Naturalização, mas seria depois do seu processo, não junto.

      Att,

      Alice

      Excluir
  40. Olá, Alice! Tenho uma duvida, é necessário que meus pais sejam casados pra eu ter direito a cidadania? Meu avô era italiano, foi casado com minha avó, mas meus pais não foram casados legalmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriela,

      Não é necessário que eles sejam casados, os meus nunca se casarama legalmente. Mas se a cidadania vem da parte do seu pai é necessário que ele seja o declarante da sua certidão de nascimento, se ele não for, daí é necessário fazer o reconhecimento de paternidade.

      Abraços,

      Alice

      Excluir
  41. Minha mãe (já falecida) e meus irmão já possuem cidadania italiana. Partindo disto, o processo é mais fácil e eu posso requerer a minha e do meu filho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em tempo:envio meu email para contato: vaniafisco@gmail.com

      Excluir
    2. Olá Vânia,

      Depende, é mais fácil porque vc já tem toda a documentação, mas de qualquer forma precisa traduzir e legalizar tudo se for fazer aqui na Itália. Se seu filho for menor de idade, depois que vc reconhecer a sua cidadania, ele automaticamente é cidadão italiano, só precisa registrar. Se sua família fez o processo no consulado, daí acho que vc conseguiria usar a pasta deles, mas de qualquer forma deve entrar na fila, que dura una 10 anos.

      Boa sorte,

      Alice

      Excluir
  42. Boa noite,

    Fui adotada com 26 anos meu Pai adotivo tem Dupla nacionalidade ele casou e pegou dupla nacionalidade ele ja tem o passaporte eu pego tb dupla nacionalidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anna,

      Eu sei que crianças adotivas têm direito a cidadania, mas não sei se no seu caso, já que foi adotada com 26 anos, seria a mesma coisa. Me desculpe.

      Abraços,

      Alice

      Excluir
  43. olá, meu nome é Laryssa,
    gostaria de saber se tenho direito a cidadania italiana.

    Minha bisavó era italiana (falecida), meu avô era brasileiro nascido antes de 1948 e minha mãe é brasileira nascida depois de 1948.

    Posso?

    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laryssa,

      Como a sua bisavó é italiana e seu avô nasceu antes de 1948, infelizmente vc não tem direito ao reconhecimento da cidadania. Muitas pessoas na sua situação entram com um processo judicial aqui na Itália e têm conseguido o reconhecimento, mas é necessário fazer com um advogado especializado no assunto.

      Boa sorte,

      Alice

      Excluir
  44. Olá Alice, pedi a certidão negativa de naturalização, e já sai na hora, para imprimir. É só isso mesmo?

    ResponderExcluir
  45. meu nome ja esta na pasta da familia, para tirar os ducumentos italianos demora muito tempo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Felipe,

      Não entendi bem o que vc quis dizer. Se sua família deu entrada no consulado e incluiu seu nome no pedido vc tem que esperar a conclusão do processo, que no Brasil leva em média 10 anos por causa das filas. Mas se vc está me dizendo que o processo no consulado já foi concluido, que eu saiba vc tem só que pedir o passaporte.

      Abraços

      Excluir
    2. Sim ele já foi concluído, gostaria de saber se tinha de fazer algo a mais. Obrigado :)

      Excluir
  46. Oi Alice, como vai?

    Meu caso é o seguinte:

    Tataravô (italiano) -> bisavó (mulher) -> vó -> mãe -> eu.

    Pelo o que andei lendo, eu só teria direito à cidadania caso a minha vó fosse nascida após 1948, é isso? Como não é o caso, como devo proceder? Vi que existe possibilidade de um processo judicial... você sabe se assim eles deferem ou é difícil tbm?

    Obrigada pela ajuda,

    Tatiana ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tatiana,

      Vc está correta, somente se sua avó tivesse nascido depois de 1948 vc teria direito.

      Pela via judicial é possível e normalmente o resultado é positivo. As pessoas que conheço que trabalham com isso recomendam o advogado Luigi Paiano, mas eu não o conheço pessoalmente. Faça uma pesquisa sobre ele.

      Abraços

      Excluir
  47. Olá, gostaria de saber se vc conhece alguém que já tenha conseguido a cidadania italiana por ação judicial via paterna (para cumprir com as normas prevista de 730 di
    as para sair a cidadania) ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo.

      Não entendi a sua pergunta.

      Att,

      Alice

      Excluir
  48. ola boa tarde
    meu bisavo e bisavo nasceram na italia e se casaram no brasil em 1901. Tenho a certidao de nascimento e obito dos dois. O problema é que meus bisavos casaram so na igreja aqui. Eu consigo tirar sem o papel no civil? Obreigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Acredito que sim, no caso dos italianos que foram somente batisados é preciso apresentar o certificado de batismo com a legalização da curia, acredito que no caso do casamento seja a mesma coisa, mesmo aí no Brasil.

      Abraços

      Excluir
  49. Olá Alice tudo bem?
    Estou com a mesma dúvida do edscor 12
    Sua resposta a ele ficou meio vaga.
    Meu avô é italiano e se casou aqui no Brasil porém apenas na igreja com a minha avó que é brasileira. Ele não casaram no civil. Será que existe a possibilidade de pegar um tipo de certidão de casamento apenas no religioso e poder obter a cidadania?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafael.

      Minha resposta ficou meio vaga porque eu não tenho certeza, nunca vi. Eu acredito que não tenha problema, mas é melhor vcs confirmarem com o Consulado ou com o Comune que vcs querem fazer o processo, ou então entrem no grupo "Cidadania Italiana Área Livre" do facebook, lá tem muita gente, alguém com certeza vai dar uma resposta com certeza.

      Abraços

      Excluir
  50. Olá alice tudo bem ?

    Meu bisavô é italiano, meu avô brasileiro. Gostaria de tirar a cidadania italiana mas no site fala que a fila está de 12 anos para adiquirir a cidadania. Por ser bis neto de italiano, tenho algo q pode me ajudar a passar nessa lista ?
    tem algum procedimento com que eu consiga antes de 6 meses ?

    me responda por email por favor ?

    emerson _vidigal@hotmail.com

    Muito obrigado !

    ResponderExcluir
  51. Boa tarde Alice,
    Minha avó, ainda viva, nasceu na Italia e veio morar aqui no Brasil e teve meu pai após 1948, porém ela se naturalizou brasileira, o que impediria tanto meu pai quanto eu de pedir a cidadania, gostaria de saber se teria como minha avó pedir a cidadania italiana de volta, quais os meios para ela pedir, e se conseguir gostaria de saber se meu pai e eu poderiamos ter a cidadania italiana.

    Por favor, se possível enviar a resposta via e-mail. Pedrohenrique771@hotmail.com
    Obrigado pela atenção, e esperando a resposta.

    Pedro

    ResponderExcluir
  52. Ola Tudo bem?

    Gostaria de perguntar uma coisa. Eu ja tenho todos os documentos para tirar a minha cidadania italiana, mas recentemente, o meu advogado me enformou que temos um problema com os documentos do meu bisavô. Nos nao achamos a certidão de nascimento dele, somente temos o de casamento e o batismo dele. E com isso, meu advogado me informou que nao podemos tirar mais a cidadania somente com o bastimo do meu bisavô, pois precisaria da certidão de nascimento dele.

    Sera que teria algum outro jeito de obter a minha cidadania italiana?

    Muito obrigado pela a sua ajuda e aguardo a sua responsta.

    Gabriella.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriella,

      Seu bisavô é o italiano? Se sim dá pra fazer o processosim. Muitos comuni não tinham o registro civil nos anos 1800 e alguma coisa. Mas se for brasileiro dai não sei, melhor perguntar no consulado.

      Excluir
  53. Boa tarde , Alice
    Tudo bem ?

    Meu Bisavó (falecido), por parte de mãe (nascida em 1964) era Italiano, tenho direito a cidadania ?

    Att,
    Paulo Cesar

    ResponderExcluir
  54. Oi Alice!
    Também vou fazer todo meu procedimento do Brasil no consulado de SP, mas como resido no MT, preciso primeiro legalizar meus documentos no MRE de Brasilia, depois traduzir e aí legalizar no consulado em SP.
    Minhas duvidas são:
    - é necessário reconhecer firma das certidões para levar ao MRE? e das traduções?
    - no Consulado de SP eles não exigem que a tradução seja juramentada, mas no Comune que vou dar entrada, já me disseram que pedem tradução juramentada, mas quem determina essa exigência, o consulado ou o comune?
    - quanto a validade das certidões, são contadas a partir da data de emissão do cartório aqui no Brasil ou a partir da legalização do consulado?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo.

      - O MRE serve justamente para reconhecer as firmas dos funcionários do cartório, então não, vc não precisa reconhecer as firmas antes.
      - A partir do momento que o consulado legalizou, o Comune não tem o que dizer, pois o documento já foi aceito. No caso de vc decidir fazer as traduções na Itália aí sim vc precisa de um tradutor juramentado na Itália.
      - Existe a validade para o Consulado aceitar a certidão e a validade após a legalização, são duas coisas diferentes. A segunda validade normalmente depende do Comune, porque não é especificada na legalização. Quando não é especificada por lei vale 6 meses, mas os Comuni podem aceitar certidões mais velhas, como disse, isso vai depender do Comune.

      Boa sorte!!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  55. Ola, boa noite!

    Sei que sera impossivel alguem me falar um valor exato, mas gostaria de ter uma nocao de valores para a cidadania italiana. No meu caso sera atraves do meu bisavo... e ninguem da familia tem. Ira começar todo o processo!
    Queria so ter uma ideia... de mil reais? 50mil reais? Entende? Se alguem puder me falar mais ou menos qual foi o valor total de cada processo, terei uma nocao...ja temos todos os documentos.

    Obrigada
    Berenice Romanhol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Berenice, neste blog coloquei uma tabella com os meus gastos referentes a parte da Itália: http://www.querominhacidadania.org/2012_10_01_archive.html

      Com relação a parte do Brasil:
      - para cada certidão em inteiro teor, no cartório que eu usei no Brasil custa R$ 46,50
      - cada tradução em inteiro teor em torno de R$ 150,00 (não tenho certeza, porque na época, 2011, fiz com certidão simples, hj não pode mais)
      - legalização no consulado tem um custo alto em euro por cada certidão, total em torno de 300 euros, depende do numero de certidões. Na época, fev 2012, cada certidão con tradução 19 euros, CNN 38 euros, tradução CNN 42 euros. Mas não sei se o valor mudou.
      - Se vc precisar fazer retificação de sobrenome por via judicianl como eu fiz, pode adicionar uns R$ 2000,00. O meu custou R$ 1200 em 2011.

      Acho que é isso.

      Boa sorte!

      Ciao

      Excluir
  56. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  57. olá Alice,
    Meu trisavô veio da Itália, teve minha bisavó aqui no Brasil, e minha vó teve meu pai que nasceu em 1960 tenho chances de conseguir cidadania Italiana?
    Se sim tenho outra dúvida, a única coisa que consegui foi a certidão de nascimento da minha bisavó que consta que seus pais vieram da Itália mas não diz cidade. O sobrenome é Rossi. Sabe por onde começo lá na Itália.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bia,

      A ordem é essa?
      trisavô italiano -> bisavó -> avó (data de nascimento?) -> pai (nascido em 1960)
      O problema está na data de nascimento da sua avó, se for depois de 01/01/1948 vc tem direito, se for antes não, daí somente com processo judicial na Itália. Vc precisa pesquisar no Brasil antes, entre seus familiares pra saber de onde veio seu trisavô, tentar descobrir o desembarque, se chegou em São paulo consegue pesquisar no memorial do imigrante. Rossi é um sobrenome muito comum aqui na Itália, impossível começar por aqui sem saber nada. Procure ajuda no grupo do facebook "Cidadania Italiana Área Livre".

      Boa sorte.

      Alice

      Excluir
  58. Bia, boa tarde.

    Estou tirando minha cidadania em Torino, eu e minha irmã. O vigile já passou e o processo está correndo, porém o oficio entrou em contato solicitando nossa presença para fazer a transcrição da certidão de nascimento. O problema é que precisei voltar para o Brasil, mas minha irmã continua em Torino. Eu posso encaminhar uma procuração para que ela faça isso por mim? Se sim, que tipo de procuração eu preciso?

    Muito obrigada pela atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tatiana,

      Boa pergunta. Teoricamente vc teria que ter ficado na Itália até o final do seu processo, então vai depender do Comune aceitar a sua procuração ou não. Pode fazer uma Delega simples mesmo, veja se acha algum modelo aqui: http://modellodelega.com/ e mande uma cópia do seu passaporte, como vcs são irmãs pode ser que eles aceitem.

      Boa sorte

      Excluir
    2. Boa tarde Alice,

      Minha irmã informou que já conheceu 2 pessoas na cidade de Torino que fizeram por procuração, vou tentar fazer assim. Muito obrigada.

      Excluir
  59. Boa noite Alice!
    Das traduções é preciso reconhecer firma do tradutor?
    Abç, Graciele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Graciele,

      Eu fiz com o patronato e não precisou, mas acho que se não for patronato precisa sim.

      Abraços

      Excluir
  60. Boa tarde Alice

    você conhece pessoas que ganharam o processo judicial para cidadania através de linha materna, estou com receio pois não conheço ninguém que ganhou a causa e o valor para o serviço de advogado é bem alto. Tem alguém que você me indicaria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bia, infelizmente não conheço ninguém que tenha feito o processo pela via materna. Procure no grupo do facebook "Cidadania Italiana Área Livre"

      Abraços

      Excluir
  61. Boa Noite Alice

    Minha historia é essa : Meu Trisavô e Trisavó Italianos
    vieram pro Brasil.
    Aqui tiveram meu Bisavô > Avô > Mae > EU "
    Minha mãe nasceu no ano de 1972 . Eu tenho direito a cidadania ?
    Se sim. Por favor me diga como posso conseguir a certidão de nascimento e de Obito do meu Trisavô e do meu Bisavô sem mesmo eu saber onde eles nasceram e morreram.
    O maximo que eu sei é do meu Avô ja falecido.
    Você poderia me dar algumas dicas de como eu correr atraz disso..
    Desde já Grato !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um amigo me explicou essa questão das certidões. Na sua certidão, tem o nome de sua mãe, onde também consta onde sua mãe foi registrada. Consequentemente na da sua mãe terá o nome do seu avô e o cartório em que ele foi registrado, e assim por diante. Corrijam-me se estiver errado por favor

      Excluir
    2. Olá, sim vc tem direito a cidadania. Se vc leu esse post no qual comentou, as dicas pra conseguir as certidões estão ali. Precisa conversar com sua família, com os mais velhos para tentar conseguir mais informações, ao mesmo tempo comece a solicitar as certidãoes de trás pra frente nos cartários, como explicou o Rodrigo Freyre.

      Boa sorte

      Excluir
  62. Boa noite Alice.
    Parabéns pelo belíssimo trabalho que você faz tirando nossas dúvidas.
    A Avó do meu pai é italiana, casada com brasileiro. Tenho direito a ter a cidadania ? Ele com certeza não tem 67 anos então nasceu após 1948. Outro fato importante é que não tenho contato com meu pai, seria preciso para obter a cidadania ? Adoraria que você pudesse me responder por email. ( rodrigo.freyre@gmail.com ) Agradeço desde já, abcs

    ResponderExcluir
  63. Alice, boa noite!
    Parabéns pelas explicações, foram muito esclarecedoras e pude constatar que meus sobrinhos têm direito à cidadania através do bisavô italiano - avô brasileiro - mãe brasileira - eles nascidos após 1948, porém, tenho uma dúvida que não consegui esclarecer: eles podem obter a cidadania independente da mãe possuir ou ela tem que pedir também?
    Grata.
    Elaine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elaine, se o processo for feito no Consulado aí no Brasil é possível incluir todos os interessados na pasta, porém se o processo for feito na Itália, somente os interessados obtém a cidadania e não tem problema ela não ter a dela. Se eles forem menores de idade eles não precisam fazer o processo, somente a mãe e depois eles são reconhecidos automaticamente.

      Ciao

      Excluir
    2. Alice, eles são maiores e pretendemos fazer na Itália mesmo. Muito obrigada pela atenção.
      Ciao

      Excluir
  64. Olá Alice,

    Entrei com o pedido de cidadania em março de 2011, segundo as informações do escritório que representa o consulado italiano em Canpinas, SP. Meu avô materno é italiano e meus primos, netos do mesmo avô, já conseguiram a cidadania há uns 10 anos. Segui os procedimentos que me passaram, enviando o formulário para o consulado em São Paulo, mas até agora nada. Esta demora é normal? O fato de meus primos já terem conseguido a cidadania através do mesmo ascendente não deveria facilitar as coisas? No formulário que enviei citei a pasta onde está o processo da cidadania dos meus primos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Saulo,

      A demora é normal, pois existe uma fila de espera de 10 anos. Mesmo a pasta já sendo existente, vc não passa na frente, tem que esperar chegar sua vez.

      Att,

      Alice

      Excluir
  65. Olá Alice...parabéns pela sua atenção nas respostas, então tenho uma dúvida... Sou descendente de bisavô italiano, avô descendente e até mim só homens pela linhagem paterna, mas tive o reconhecimento de paternidade recentemente e meus pais não foram casados... Tem alguma implicância quanto a isso? Desde já agradeço a atenção..!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ignacio,

      O importante é ter a paternidade reconhecida, não é um problema que tenha sido agora.

      Ciao

      Excluir
  66. Valeu pelas dicas Alice.... Então vou mandar ver no processo...! A Presto... Ciao

    ResponderExcluir
  67. Olá Alice...O pai da minha avó era italiano, minha avó nasceu em 1937. Minha mãe nasceu em 1958, por essa ordem genealogica, eu teria direito a cidadania italiana? Desde de já, obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
  68. Olá Alice, minha dúvida acho que é simples e talvez até já tenha sido respondida em algum canto... quando eu tiro todos os documentos aqui no Brasil, pra ir pra Italia, quanto tempo eu tenho? Porque eu tirei os documentos e carimbei no Consulado em Setembro, mas estou com problemas financeiros, até quando os mesmos são válidos? Se eu deixar minha viagem para Junho ou Julho, quando esses documentos tiverem quase um ano, serão válidos na Itália?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renata.

      Na verdade depende do Comune que vc escolher, alguns aceitam com 6 meses, outros com um ano. Melhor contatar o comune antes e perguntar.

      Abraços

      Excluir
  69. Ola alice... Preciso de sua ajuda para saber como posso proceder, a ordem é essa:
    Trisavô>bisavô>avô>pai>eu
    Porém nas certidões de nascimento, casamento e obito de meu bisavô, só consta o nome da mãe e nada a respeito do pai :(... Porém no cartorio me disseram que ele assinou (tipo um comprovante de nascimento ou testemunha sei la o que) de que meu bisa havia nascido, mas nao o registrou... O sobrenome do meu trisavô só aparece nas certidões do meu bisavô após o casamento dele... Não sabemos nada a respeito do trisavô, mas o que "suspeitamos" é que a mãe do meu bisavô era viuva, qando conheceu o trisavô, por isso nao poderia casar novamente... Ou nao sei... Kkkkkkk
    Vc pode me ajudar????
    Mto obrigada desde ja!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nicole,

      Na verdade eu não sei como te ajudar, vc precisa ter todas as certidões do seu trisavô (nascimento, casamento e óbito), mas se ele não foi casado com sua trisavó e não registrou seu bisavô como filho dele eu acho que vc não teria direito, mas daí talvez seja melhor vc falar com um advogado.

      Boa sorte!

      Excluir
  70. Entendi Alice...
    Nesse caso acho mais fácil tirar pelo lado de minha vó, que tbm é o trisavô...
    Muito Obrigada por me responder!
    Boa sorte com seu site!

    ResponderExcluir
  71. olá Alice me chamo tiago,estou com uma duvida meus bisavós por parte do meu pai sao italianos eu teho direito a cidadania italiana,exemplo: minha bisavó e meu bisavô sao italianos,minha vó nasceu em 1934 e meu pai nasceu em 1962 eu tenho direito a cidadania italiana obrigado meu e-mail é tiagomenezes66@hotmail.com obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tiago.

      Sendo o seu bisavô (pai da sua avó) italiano e seu pai nascido depois de 1948, então sim, vc tem direito a cidadania italiana.

      Ciao

      Excluir
  72. Oi, como está?
    O seu blog é ótimo, já me adiantou praticamente em tudo!
    Obrigado 😍👌
    Mas ainda tenho uma dúvida referente aos documentos.
    O meu caso é o seguinte.
    Tetravô (Italiano), Bisavô (Brasileiro), Avó (nascida em 1940), mãe (1974), e finalmente EU.
    Vi um caso igual ao meu nos comentários e vi que tenho o direito.
    Minha avó está disposta a me ajudar com os documentos, porém não sei se eu tenho que retirar a segunda vida de todos os documenros inclusive os da esposa do meu tetravô e bisavô. Poderia me tirar esta dúvida? Preciso dos documentos de todos eles?
    Muito obrigado, ótimo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno,

      Em primeiro lugar obrigada.

      Vc precisa dos documentos de todas as pessoas diretamente envolvidas na linha de descendência, então vc não precisa dos documentos das esposas do seu tetravô e do seu bisavô, somente os documentos (nascimento, casamento e morte) deles, tbm os documentos da sua avó, mãe e os seus.

      Ciao

      Excluir
  73. Oi Alice, tudo bem? Sera que vc pode me ajudar meus bisavos sao Italianos, ja consegui a certidao de nascimento dele, mas nao consigo achar a de casamento, a unica informação que tenho é que meu avo nasceu em 1901 em Buenos Aires e vieram para Brasil em 1093...só me falta a certidao de casamento, pedi na Italia me mandaram a de nascimento, e falaram que não encontraram a de casamento. Onde eu posso procurar na Argentina? Site, e-mail... Muito obrigada meu email wtiezzi@uol.com.br

    ResponderExcluir
  74. Oi Alice, tudo bem? Sera que vc pode me ajudar meus bisavos sao Italianos, ja consegui a certidao de nascimento dele, mas nao consigo achar a de casamento, a unica informação que tenho é que meu avo nasceu em 1901 em Buenos Aires e vieram para Brasil em 1093...só me falta a certidao de casamento, pedi na Italia me mandaram a de nascimento, e falaram que não encontraram a de casamento. Onde eu posso procurar na Argentina? Site, e-mail... Muito obrigada meu email wtiezzi@uol.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mirian.

      Vc precisa saber em q cidade foi o casamento, provavelmente buenos aires. Mas não sei onde os argentinos são registrados, se eles têm cartório ou não. Me desculpe não consigo te ajudar.

      Boa sorte.

      Excluir
  75. Gostaria de tirar uma dúvida e saber se minha namorada tem direito
    Segue a linha: Bisavô Italiano, avó(brasileira nascida em 1937),pai brasileiro(1958), ela brasileira(91). minha namorada tem direito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, ela tem direito sim, já q o pai nasceu depois de 1948.

      Alice

      Excluir
  76. ola gostaria de uma ajuda vc sabe como consigo as certidoes do meu avo italiano tem como eu pedir pra mandarem de la para o brasil pra mim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina.

      Tem q contatar o comune e perguntar se mandam pro Brasil. A maioria manda sim.

      Alice

      Excluir
  77. ola gostaria de uma ajuda vc sabe como consigo as certidoes do meu avo italiano tem como eu pedir pra mandarem de la para o brasil pra mim

    ResponderExcluir
  78. Olá, tenho uma dúvida, no meu caso, minha vó que é filha de uma italiana, porém ela nasceu em 1933, não há nada que eu possa fazer para conseguir o passaporte italiano então?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.

      Somente com processo judicial diretamente na Itália.

      Boa sorte

      Excluir
  79. Olá, tenho uma dúvida, no meu caso, minha vó que é filha de uma italiana, porém ela nasceu em 1933, não há nada que eu possa fazer para conseguir o passaporte italiano então?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.

      Somente com processo judicial diretamente na Itália.

      Boa sorte

      Excluir
  80. Boa noite!
    Minha avó paterna se casou com um italiano em 1922 e meu pai nasceu em 1948, na certidão de nascimento dele consta que ele foi registrado somente pela minha avó, porém, na certidão de óbito dela em 1983, consta que ela ainda se encontrava casada com o meu avô, sendo que já era viúva. Será que eu tenho direito? Grata!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ela era casada legalmente quando ele nasceu não tem nenhum problema ela ter sido a declarante na certidão dele. è esse o caso?

      Att.

      Alice

      Excluir
  81. Boa noite,

    Minha filha tem 12 anos e tem bisavô e bisavó italianos, eu nunca fui casada com o pai dela e ninguém na família nunca solicitou a cidadania.
    Depois de pesquisas entendi que minha filha tem direito a cidadania, mas a minha dúvida é se eu como responsável legal tem direito de adquirir residência ou alguma outra permissão para residir em território italiano com ela?
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alexandra, que eu saiba, porque sua filha é menor de idade ela não poderia requerer a cidadania. No caso teria que ser vc (se for a sua linha genealogica) ou o pai dela (se for a família dele) a fazer o processo de reconhecimento da cidadania e depois ela se tornaria italiana automaticamente justamente por ser menor de idade.

      Att.

      Excluir
  82. Ola gostaria de saber se tenho direito a cidadania italiana: meu bisavô italiano homem, vo homem(brasileiro),E MAE nascida em 76.

    ResponderExcluir
  83. Olá meu bisavô era italiano e minha bisavó era português. Eu consigo o passaporte europeu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei, depende de que está entre seu bisavô italiano e vc. COm relação ao português, eu não conheço a legislação

      Excluir
  84. Alice

    Por favor me tire uma dúvida.
    Tenho direito a cidadania?

    Trisavô italiano imigrante
    Bisavó brasileira
    Avó brasileira
    Pai brasileiro nascido em 1952
    Eu

    Aguardo seu retorno.
    Obrigada
    Leticia

    ResponderExcluir
  85. Retificando Alice

    Trisavô italiano imigrante
    Bisavó brasileira 
    Avô brasileiro
    Pai brasileiro nascido em 1952
    Eu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Letícia.

      Infelizmente não, pq a mulher na sua linha de ascendência teve seu avô antes de 1948. No seu caso somente por via judicial aqui na Itália.

      Alice

      Excluir
  86. Oi Alice, tenho uma dúvida. Meu pai é italiano, veio para o Brasil com 6 anos e teve que se naturalizar com 25 anos (antes de ter os filhos) para prestar concurso público. Aos 40, ele voltou atrás e pediu a cidadania italiana de volta, por isso a CNN dele é negativa. Neste caso, eu e meus irmãos temos direito?
    Obrigada, Cinthia Gabriele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cinthia,

      Na verdade não sei, eu acho que não porque quando ele teve os filhos ele era naturalizado brasileiro.

      Boa sorte,

      Alice

      Excluir
  87. Oi Alice, tenho uma dúvida. Meu pai é italiano, veio para o Brasil com 6 anos e teve que se naturalizar com 25 anos (antes de ter os filhos) para prestar concurso público. Aos 40, ele voltou atrás e pediu a cidadania italiana de volta, por isso a CNN dele é negativa. Neste caso, eu e meus irmãos temos direito?
    Obrigada, Cinthia Gabriele

    ResponderExcluir
  88. Olá, minha vó era italiana, minha mãe nasceu no Brasil em 1946, tenho direito à cidadania?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.

      Não, poi sua mãe nasceu antes de 1948

      Excluir
  89. bon dia,alice. me chamo arlea ortolan feijo preira,,gostaria muito de tira uma duvida sobre cidadinansa,,meu bisavo e italiano,minha e casado com minha avo que tanbem è italiana,,porei ja tenho a certidao de meu bisavo e da minha avo que ainda esta viva.e minha mae naceu em 1943 eu tenho direito a cidadania italia,,obrigado,gostaria muito de saber a resposta,,pq tenhos varios amigos que fala que nao tenho direito pq minha mae naceu antis de 1948,,mais eu nao estou pegando cidadania por parte minha minha mae è por parte de meu bisavo,,estou certo ou errado?

    ResponderExcluir
  90. bon dia,alice. me chamo arlea ortolan feijo pereira,,gostaria muito de tira uma duvida sobre cidadinansa,,meu bisavo e italiano e casado com,minha avo que tanbem è italiana,,porei ja tenho a certidao de meu bisavo e da minha avo que ainda esta viva.e minha mae naceu em 1943 eu tenho direito a cidadania italia,,obrigado,gostaria muito de saber a resposta,,pq tenhos varios amigos que fala que nao tenho direito pq minha mae naceu antis de 1948,,mais eu nao estou pegando cidadania por parte minha minha mae è por parte de meu bisavo,,estou certo ou errado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.

      Confirmando seu caso pq a mensagem está muito confusa:
      bisavô italiano -> avó italiana -> mãe brasileira nascida em 1943

      Vc não tem direito pois sua mãe nasceu antes de 1948. Mesmo sendo seu bisavô o italiano inicial a cidadania passa de pai/mãe pra filho, mas as mulheres só passam a cidadania para filhos nascidos depois de 1948, então no seu caso sua avó não passou pra sua mãe.

      Ciao

      Excluir
  91. Ola, alguém poderia me ajudar.
    Meu bisavó é italiano, queria saber se é possível sim eu conseguir a cidadania italiana ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      depende da sua linha de ascendência, se tem mulher no meio etc. Preciso de mais detalhes.

      Att,

      Alice

      Excluir
  92. Boa noite! Meu bisavô era italiano e meu avô ainda é vivo, será que eu consigo cidadania? Detalhe: Não tenho pai registrado nos meus documentos rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nando. Vc tem direito. Mas seu avô é pai do seu pai? Se for, vc precisa ter o nome do seu pai no seu documento. Se ele for pai da sua mãe, então não tem problema.

      Excluir
  93. Olá , meu bisavô e bisavó veio da Itália em 1900 e pouco e teve minha vó em 1922, minha vó teve minha mãe em 1963 e minha mãe teve eu em 1992 , será que eu tenho direito a cidadania italiana?

    ResponderExcluir
  94. Olá Alice, boa tarde. Meus 4 bisavôs maternos são italianos.

    Pela linha da minha avó materna (brasileira), ela nasceu em 1921. Pelo meu avô materno (brasileiro), ele nasceu em 1916. Minha mãe, brasileira, nasceu em 1951. Todos já são falecidos.

    Puxando pelo avô da minha mãe, a única mulher na linha até mim seria ela, nascida após 1948 (bisavô italiano, avô brasileiro, mãe brasileira pós-48). Neste caso minha bisavó também era italiana, mas como meu avô nasceu antes de 48 não seria possível por essa bisavó, isso? Apenas pelo meu bisavô.

    Pelo lado da mãe da minha mãe, a cidadania não seria transmitida, né? A minha vó nasceu bem antes de 48.

    Seria possível obter a cidadania? Obrigado.

    ResponderExcluir
  95. Olá Alice tenho pesquisado, mas ainda não tenho certeza se puder me ajudar te agradeço. Minha duvida é a seguinte sei que pela linha de sangue tenho direito (Bisavô e Bisavó Italianos, Minha avó, e minha mãe que nasceu depois de 1948), minha duvida seria a seguinte, minha mãe ainda não tem a cidadania Italiana, eu queria tirar a minha na Italia, a pergunta é, tenho que tirar a dela (primeiro ou junto) ou não preciso tirar a dela para ter direito?

    Obrigado e parabens pelo trabalho

    Alexander

    ResponderExcluir
  96. fui eu curiosa com esse assunto perguntar para o meu avô qual parente dele é italiano
    ele disse que é a avó dele
    nao tenho certeza da idade do meu avô,mais ta chegando a 84 anos,ou seja,ele deve ter nascido em 1932
    imagina a avó dele rs
    vai por agua abaixo a minha vontade de ter a minha cidadania italiana :(
    ne?!
    nao tem um jeito para as pessoas que querem ter mas que os parentes nasceram bem antes?

    ResponderExcluir
  97. Olá Alice! Primeiramente, obrigada por todas essas informações que já foram de grande ajuda.

    Minha dúvida é a seguinte, meu antenato nascido na Itália é meu bisavô já falecido. A minha avó, filha dele, já tem a cidadania reconhecida através do Consulado de São Paulo, assim como meu tio, filho da minha avó. Como o processo aqui em São Paulo está muito lento, estou planejando ir para a Itália, no Comune do meu bisavô, e reconhecer lá. Você sabe me dizer se eu preciso fazer o processo pelo meu bisavô, ou se eu posso fazer pela minha avó?

    Obrigada desde já,
    Flavia

    ResponderExcluir
  98. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  99. Boa tarde;
    A familia da minha esposa e descendente de italiano, a prima dela mora na italia a 11 anos. Somente a minha esposa poderia dar entrada no consulado da italia pessoalmente, ou a prima dela poderia levar as nossas certidões no consulado e iniciar o processo la mesmo na italia antes de eu ir com minha esposa?

    ResponderExcluir
  100. Alice, será que tem como me ajudar?
    Meu namorado tem pai italiano e irá iniciar o processo para requerer a cidadania. Porém, não encontro informações sobre se ele pode passar a cidadania para mim, pois pensamos em morar na Itália. Devemos nos casar no Brasil? Antes de requerer a cidadania dele? Depois?
    Agradeço se puder ajudar.
    Att.
    Carol

    ResponderExcluir