segunda-feira, 25 de junho de 2012

Milão em um dia

Olá pessoal, começo hoje o primeiro de 3 posts contando as últimas aventuras turísticas aqui na Itália. Pegamos nosso Eurail, que estava pra vencer e colocamos os pés e as rodas na estrada.

Primeiro dia de viagem: Milão. Chegamos no hostel às 9h da manhã, como o check-in era a partir das duas e meia deixamos nossas mochilas no armário deles e fomos "bicicletear" por Milão. É uma cidade muito bonita, cosmopolita e internacional, com grande número de estrangeiros vivendo lá. O transporte público é vasto, com ônibus, bondes, metrô e inclusive pontos de aluguel de bicicleta espalhados por toda a cidade.

Na nossa primeira parada fomos até o Castelo Sforzesco, construído entre os séculos XIV e XV durante o domínio da família Sforza, com o objetivo de ser a sede da corte renascentista. É rodeado por um parque murado, construído na mesma época para ser um parque de caça. O lugar é maravilhoso, as pessoas literalmente vão lá para tomar sol, inclusive ficam de biquini, tinha mulher lá de calcinha e sutiã! 


Neste castelo também existe um museu, que nessa época do ano é gratuíto. Agora algumas fotos do castelo e do parque.





Seguimos para o Duomo de Milão, o maior e mais importante exemplo de arquitetura gótica na Itália, e a quarta maior catedral do mundo. Sua construção levou 500 anos. O telhado possui 135 agulhas e numerosas estátuas e gárgulas. A catedral é gigantesca. Com 10 euros você visita a catedral, o tesouro e sobe no telhado de escada, se quiser subir de elevador sai 13 euros o pacote. Atenção para a roupa, principalmente as moças, mas os rapazes também, não deixam entrar na catedral se estiver de camiseta regata, decote, shorts pra cima do joelho, vestido pra cima do joelho etc, ou seja, nada de ombros e pernas de fora. Eu quase fiquei de fora do passeio, pois estava um calor horrível e claro, eu estava de shorts, mas umas chinesinhas espertas aproveitaram a oportunidade de negócio e foram vender lenços para turistas desavisados, pelo menos consegui pagar só 3 euros por um.


Por último fomos na Galeria Vitório Emanuele, que tem sua entrada ali mesmo ao lado da Piazza del Duomo. É o shopping mais antigo do mundo, é todo estruturado em vidro e o chão formado por mosaicos. Muito parecida com a Galeria Umberto Primo de Napoli.



Ao final, tornamos ao hostel exaustos, mas o cansaço não nos impediu de dar um pulinho no Pub ao lado para relaxar.

Existem muitas outras atrações em Milão, como o Teatro Scala, inaugurado em 1778, uma das casas de ópera mais conceituadas do mundo e também abriga o Museo Teatrale; a Pinacoteca di Brera, com uma das melhores coleções de arte da Itália e também o Cenacolo Vinciano, onde se pode admirar a obra de Leonardo da Vinci, a Última Ceia. Este último seria impossível mesmo se tivéssemos tempo, é preciso comprar o ingresso com muita antecedência neste site. Para se ter uma idéia só tem dia livre em agosto. Seria preciso pelo menos mais um dia a Milão para ver tudo e quem sabe ir a uma ópera.

Próximo post Veneza!

Baci a tutti!

Nenhum comentário:

Postar um comentário