quarta-feira, 4 de julho de 2012

Nosso processo e notícia importante

Olá pessoal, tudo bem? Faz um tempo que não conto nenhuma novidade sobre o nosso processo né, mas isso porque não mudou muita coisa. Infelizmente descobrimos que perdemos um mês aqui, mas vou explicar melhor para vocês não acharem que aconteceu uma desgraça. 

Segunda-feira dia 02/07 fez um mês que entregamos os documentos no Comune. Havíamos combinado com a funcionária que ela nos enviaria um e-mail informando a data do pedido da Non Rinuncia ao Consulado. Como ela não entrou em contato nesse tempo, fomos até lá saber como é que estava o processo. A resposta foi bem desanimadora, ela disse que não tinha feito NADA ainda! Isso mesmo queridos leitores, ela nem enviou o pedido da Non Rinuncia pro Consulado. Disse que estava com muito trabalho, que para enviar ela tinha que scannear todos os documentos e que estava sem tempo. Prontamente informei que eu tinha todos os documentos scanneados e que poderia enviar para ela por e-mail para facilitar o trabalho dela e ela aceitou imediatamente (acho até que ficou aliviada).

Cheguei em casa e enviei tudo por e-mail, em outro e-mail solicitei a confirmação do recebimento dos documentos para garantir que não tinham ido para a caixa SPAM. Ela respondeu que estava tudo em ordem e disse que enviaria tudo o quanto antes. Respondi novamente, pedindo para nos avisar quando enviasse o pedido para que pudéssemos cobrar o Consulado. Mas esse e-mail ela não respondeu e eu ainda não sei se ela já enviou o pedido da Non Rinuncia. Segunda que vem pergunto novamente. Fico preocupada em não irritar a funcionária, porque daí que a mulher não vai querer fazer nada mesmo. Complicado né?

Ah! Fizemos o permesso di soggiorno na semana passada. Compramos a marca da bolo de 14,62 e lá na Posta pagamos os 30,00 do Kit, 1,10 pela operação e mais 107,50 da taxa do permesso, o que deu um total de € 153,22. O valor corresponde àquele calculado no post sobre o permesso di soggiorno.

Mas agora, falando em permesso di soggiorno, a notícia bombástica (pelo menos pra mim) que eu descobri hoje: O CIDADÃO ESTRANGEIRO TITULAR DE PERMESSO DI SOGGIORNO PER ATTESA CITTADINANZA NÃO PODE DESENVOLVER ATIVIDADE LAVORATIVA NA ITÁLIA.

Pois é, eu também pensei que pudesse trabalhar e estava toda feliz que agora poderia procurar um emprego.  Essa informação é confiável. Primeiro entrei em contato por e-mail com o Centro per l'Impiego aqui de Lucca e depois encontrei no site do Ministero dell'Interno lá no FAQ sobre imigração (conforme orientação da funcionária do Centro per l'Impiego). Aqui o link do site para vocês confirmarem e verem que eu não estou louca. É a 30ª pergunta.

Também desanimamos aqui. Agora, mais do que nunca, precisamos ficar no pé da funcionária do Comune. Mês que vem é o Ferragosto, um feriado italiano que comemora o meio do verão e o final do trabalho pesado nos campos. É dia 15 de agosto, mas é o mês que todo mundo tira férias, várias coisas fecham, a Itália para e vai todo mundo pra praia. To até vendo.

Bom pessoal, torçam por nós ai para que a gentile signora do Comune acelere as coisas.

Baci a tutti!!

2 comentários:

  1. Alice, é verdade essa proibição de trabalhar, já sabia. Mas a Itália é mais tolerante que os EUA e UK nesse aspecto. Conheço um casal jovem de Americana, ela fisioterapeuta, que fizeram tudo exatamente como vocês estão fazendo (tirando o fato de que eles evitaram coincidir com o Ferragosto, pois ferra mesmo, rsrsr). Ela comelou a fazer academia na cidade onde estavam, para passar o tempo, e ficou amiga do dono. Quando ele soube que ela era fisioterapeuta começou a indicar alguns frequentadores que tinham problemas que ela podia resolver. Assim, ela ficou dando umas consultas e terapias (na própria academia), informalmente, e ganhou um bom dinheiro até sair a cidadania. Fica a idéia, pois você é profissional da saúde também.

    ResponderExcluir
  2. Então Renato, mas isso que ela fez foi MUITO arriscado. As profissões da área da saúde também são regulamentadas aqui e a pessoa formada em outro país que pretende desenvolver as atividades aqui tem que passar por todo um processo de validação do diploma e aprovação pelo Ministério da Saúde. O que ela fez foi o mesmo que trabalhar no Brasil sem o CREFITO e seria o mesmo que eu exercer a nutrição no Brasil sem ser inscrita no CRN. O maior agravante é que aqui, sem validar diploma é como se ela nem fosse fisioterapeuta. Eu prefiro fazer bicos em restaurantes, rsrs. Na verdade não esperávamos coincidir com o Ferragosto, mas aconteceu que nós demoramos 2 semanas pra começar, pois estávamos em Napoli e agora a mulher ficou ' mês com as coisas paradas. Mas tudo bem, bola pra frente e vamos ficar no pé dela, sem irritar claro!rsrs.

    ResponderExcluir