segunda-feira, 2 de julho de 2012

O romantismo de Veneza

Veneza é uma cidade única, foi construída em cima do mar, as quadras são ilhas e as ruas são canais, as "quadras" são ligadas por belas pontes. Não é permitido nenhum meio de transporte terrestre, nem bicicletas, mas a cidade é tão cheia de gente que seria impossível pedalar por lá. Para quem viaja com bicicleta como nós é possível empurrar pela cidade, já que não tem um espaço para deixar as bicicletas na estação de trem. Para transporte existem táxi barcos e o ônibus marítimo se chama Vaporeto, mas o bom mesmo é conhecer Veneza a pé.

Na Idade Média, enquanto quase todas as cidade da Europa eram comandadas por senhores feudais, Veneza já era uma república, governada por um duque. Os duques eram eleitos pela elite e com o tempo, a maior participação da elite no governo diminuiu o poder dos duques.

É classificada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Dos muitos monumentos e locais turísticos existentes, destacam-se a Basílica de São Marcos, na Praça São Marcos, a famosa Ponte de Rialto sobre o grande canal, construída em 1588, a Ca'Doro, o Palácio Ducale e numerosas igrejas e museus. Outras ilhas também são destinos turísticos, como a Ilha de Murano, famosa pela produção de peças em vidro.

É importante ter um mapa da cidade para conseguir voltar para o seu hotel, mas ao caminhar por Veneza, esqueça do mapa, se perca nas ruazinhas, ou Calle, como são chamadas em Vêneto, você vai se deparar com uma arquitetura maravilhosa, vai se surpreender com a beleza escondida da cidade. Um senhor veneziano nos disse que 80% de Veneza não é vista por 80% dos turistas.

Não deixem de experimentar os Cicchetti, são como torradas de diversos sabores, como prosciuto crudo, queijos etc. São como os Tapas da culinária espanhola, e devem ser servidos antes do horário do jantar. Por isso os lugares só serverm até um certo horário, depois priorizam o jantar.

Prato de Cicchetti: o preço varia de 2 a 3 euros por unidade

 Ca'Doro: construído no séc. XV, hoje é um museu


 Ponte de Rialto

Basílica de São Marcos: suas paredes internas são inteiras 
revestidas por mosaicos

Campanile: a construção mais alta de Veneza

Algumas fotos da cidade:





É uma cidade muito romântica, destino de lua-de-mel de vários casais. Famosa pelo carnaval de máscaras e também por ser a sede do Festival Internacional de Cinema. É uma cidade que respira arte, cultura e música, com uma agenda cheia de concertos.

E você leitor, já se apaixonou por Veneza?

Baci!

2 comentários:

  1. Já, várias vezes.... Mas não daria pra morar lá, né? Muito caro. Já que você está por ai, recomendo ir às prais do Adriático, como Cattolica e Rimini, pegar um solzinho e um mar não tão frio. Eu costumava ficar em um camping, no verão, para sair mais barato, nós tínhamos a nossa própria barraca, mas vocês podem alugar uma. Escolham os campings usados pelos alemães, são os melhores (aliás, como é a praia mais próxima da Bavária, onde eu vivia, o afluxo de austríacos, bávaros e italianos do norte é enorme. Por isso têm o apelido carinhoso de "churrasco de alemão", rssss

    ResponderExcluir
  2. Nossa, não dá mesmo, sem contar que fica inabitável esta época do ano, só pra turista mesmo. Anotada a dica, se formos colocarei um post no blog em sua homenagem!!rsrs.

    ResponderExcluir